Desabafo corintiano

Já ouvi muitos corintianos dizerem que logo após a conquista do inédito título da Libertadores, uma comemoração nunca vista antes tomará conta das ruas do país.

Discordo.

Não com o tamanho da festa, mas com o termo utilizado.

O título sul-americano tornou-se tão importante para o corintiano, uma obsessão tão grande, que a palavra “comemoração” será substituída por “desabafo”.

Mais do que comemorar o inédito título da Libertadores, o alvinegro vai extravasar, gritar, explodir de alegria.

O corintiano vai DESABAFAR…

Chega de risadas e piadinhas dos adversários.

Chega de comparações com Once Caldas e São Caetanos da vida.

Chega de “voltamos a conversar quando vocês tiverem Libertadores”.

Finalmente o alvinegro do Parque São Jorge vai se livrar do demônio que mais o atormenta.

E pelo andar da carruagem, esse tal desabafo será visto ainda esse ano.

Faltam apenas três jogos!

13 Respostas to “Desabafo corintiano”

  1. Rodrigo Linhares Says:

    Concordo, Gustavo.
    E os anti-corintianos vão ter que se mudar do mundo porque não vai ser fácil aguentar esse desabafo que está próximo de sair dos pulmões de cada fiel torcedor…rsrsrs…
    Um abração!

  2. Gabriela Grohmann Says:

    Faltam 3 jogos e depois mais duas Libertadores pra “voltarmos a conversar sobre esse assunto” , rsrsrsrsrsrs…. SE ganharem esse ano….

  3. Decio Says:

    Para de zicar, mano! Ja falei!!!!

  4. Raphael Says:

    Para de secar, rapaz!!!!rsrs

  5. ODILON MARIO CARDOSO Says:

    EH ! GUSTAVO, PARECE QUE VC ESTÁ CONVENCIDO QUEM SERÁ O CAMPEÃO DA LIBERTADORES, EM MINHA OPINIÃO SOMENTE O HOMEM DA LATINHA PODERÁ PROPORCIONAR O TAL “DESABAFO”, CONCORDA??

  6. Pedro Luiz Boscato Says:

    Se vai chegar, conquistar o tão almejado título, isso não se pode garantir, futebol é futebol, tudo pode acontecer. Porém, que está diferente, este ano, está. Time vem demonstrando equilíbrio, sua direção também, conquistou uma importante vitória na Vila Belmiro, acho-o favorito, pelo menos para chegar à final, se bem que, claro, futebol é futebol, tudo pode acontecer. É um time que tem conjunto, se, como também falou Pelé, não tem craques, na realidade, acho, se não tem craques, também, não tem nenhum bobo de bola, tem bons jogadores, jogadores de qualidade, não vejo um ponto fraco no time do Corinthians.

  7. Pedro Luiz Boscato Says:

    E hoje o Corinthians joga pelo empate. Sem dúvida, é uma grande vantagem. Exceção feita à Seleção Brasileira em 1950 e ao próprio Corinthians na decisão do Paulistão de 1998, eu pelo menos não vi, quem jogasse pelo empate não triunfar. Bem entendido, jogo desicivo, o que é hoje, é uma decisão, decide o finalista. Decisão, bem entendido, a partida que, qualquer que seja o resultado, sai um vencedor. Campeão, claro, numa decisão de título, classificação para a final, como no caso de hoje, vencendo a semifinal. Parece, também, não estou bem certo, ouvi qualquer coisa, acho, inclusive, que foi de Rivellino falando, não recordo agora se no Youtube ou em algum programa de TV, naquele 22 de dezembro de 1974, Morumbi, decisão do Campenato Paulista, Palmeiras 1 x Corinthians 0, gol de Ronaldo, o Corinthians também jogava pelo empate.
    Lembro que o saudoso Velho Mestre Oswaldo Brandão, supercalejado em decisões, ainda no gramado, após a final do primeiro jogo daquela decisão, empate de 1×1, no Pacaembu, foi para os vestiários cuspindo fogo, não se conformava com um lance de Eurico no final, bem no final da partida. Brandão achou que Eurico perdeu excelente oportunidade para marcar e liquidar a partida, enfurecido estava quando dirigia-se aos vestiários, dizia, os Repórteres com os microfones abertos indo atrás, “Como é que perde um gol desse??? Era jogar pelo empate domingo!!!”
    Jogar uma decisão pelo empate, realmente, é uma grande vantagem. .
    E, no domingo, decisão, Eurico não jogou, entrou Jair Gonçalves em seu lugar. Como saudoso Velho Mestre tinha Estrêla, foi de Jair Gonçalves, o cruzamento para Leivinha ajeitar de cabeça para Ronaldo marcar.

  8. Pedro Luiz Boscato Says:

    Gustavo, perdão, um detalhe a acrescentar, falhei no meu raciocínio, futebol tudo pode acontecer: pode não ser decisiva, a partida de hoje, no seu tempo regulamentar, pode ir para cobranças de penaltis, aí as cobranças de penaltis é que vão decidir. Perdão, a partida pode decidir mas não é decisão, é um jogo de cento e oitenta minutos, Santos vencendo por diferença de um gol empata no tempo regulamentar acrescido dos descontos que com certeza terão e a decisão vai para os penaltis. Desculpa essa…
    Mas, mesmo assim, repito, jogar pelo empate, sem dúvida, uma grande vantagem.

  9. Pedro Luiz Boscato Says:

    Hoje que calhou de ler novamente essa página, Gustavo, um detalhe, sobre a decisão do Paulistão/74: o Corinthians não jogava pelo empate essa decisão, equivoco de Rivellino ao falar. Somando os pontos dos dois times nos dois turnos, primeiro e segundo, o Palmeiras somou mais pontos, o empate não daria o título ao Corinthians.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: