Corinthians e a ‘Ronaldo-dependência’

Ronaldo Fenômeno foi um grande jogador. O maior atacante que vi jogar. Mas hoje, não tem condições de ficar em campo 90 minutos. E só quem não percebe isso é o Corinthians.

Quando chegou ao Timão, em 2009, ele era o complemento de um grande time que vinha de uma Série B perfeita e de um vice-campeonato na Copa do Brasil. Defesa sólida, meio-campo pegador, mas com qualidade na saída de bola, e ataque rápido. Ronaldo era a ‘cereja do bolo’ e os títulos vieram.

Mas o Corinthians começou a perder peças e não repor à altura. “Nós temos Ronaldo e ele resolve”, pensaram os dirigentes. E o ano do centenário, para tristeza dos alvinegros e felicidade dos rivais, virou o tal ano do “sem-ter-nada”.

O calendário da parede foi trocado, mas os problemas do Corinthians continuaram. Pior. Aumentaram. Mais peças foram perdidas e a diretoria não apresentou ninguém de peso para substituí-las. E parece que continuam com o mesmo pensamento: “nós temos Ronaldo e ele resolve”.

Senhores, esse Ronaldo de hoje não é e não será o salvador da pátria! Apesar da forma arredondada ele continua sendo um craque, mas sem companheiros de qualidade ao seu redor não conseguirá fazer a diferença.

Acordem dirigentes corintianos e reforcem o time e o elenco! Se continuarem achando que Ronaldo resolverá todos os problemas em campo, terão um ano pior do que o de 2010.

8 Respostas to “Corinthians e a ‘Ronaldo-dependência’”

  1. odilon mario cardoso Says:

    GRANDE GUSTAVO, COM UM TREINEIRO DESSES É MUITO DIFÍCIL CHEGAR LÁ, LIBERTADORES NÃO É MOLE, É MUITO DIFERENTE QUE UEFA, ROBERTO CARLOS E RENALDO NÃO ESTÃO ACOSTUMADOS COM ESSE EVENTO
    FORTE ABRAÇO
    ODILON

  2. Flávio Araujo Says:

    Gustavo, meu caro,
    Escrevi outro dia um artigo comparando Ronaldo ao CID Campeador, o heroi espanhol que segundo a lenda foi amarrado morto em cima de seu cavalo e assim comandou vitoriosamente os seus exércitos expulsando os mouros que dominaram a Espanha por mais de 700 anos. Há no caso diferenças flagrantes, a saber: Ronaldo, ao contrário de Don Rodrigo está vivo. E faturando milhões. E ao contrário de El mio Cid dos espanhois não ajuda a ganhar coisa nenhuma. Em matéria de futebol, claro. Como sempre aprecio muito seus artigos. Grande abraço, Flávio Araujo.

    • gustavogrohmann Says:

      Grande Flávio… Grande Cid Campeador… Ele era de Burgos… eu estive lá, na catedral… e tinha a emblemática estrela de oito pontas… Mas voltando ao “cambaleador” Ronaldo (e não campeador… rs), eu diria que ele já está quase “morto” para o futebol, infelizmente… Está mais atrapalhando o Corinthians do que ajudando… Não pelos seus lampejos… mas porque com ele em campo, a diretoria acaba não contratando ninguém… E muito menos colocando o Fenômeno no banco… O maior atacante que eu vi atuando caminha para um fim de carreira melancólico… E digo mais… Acho que se o Corinthians não passar do Tolima, é capaz de Ronaldo adiantar a aposentadoria… Grande abraço

  3. Pedro Luiz Boscato Says:

    Problema também, Gustavo, é que, com o Corinthians na sede de sair da fila, acaba a situação ficando complicada e bem. Esse trauma de conquista da Libertadores, faz lembrar a fila longa em Campeonatos Paulista que vinha desde 1954 e terminou em 1977 naquela decisão com a Ponte Preta. A grande verdade é que não é fácil jogar no Corinthians ele estando na fila de uma disputa. Mas nem tudo ainda está perdido, um empate com gols na Colômia ele classifica. Problema é que a pressão cada vez aumenta mais. O empate do último domingo no Paulista já começou a mexer com o ambiente. O empate de ontem, com certeza, faz a pressão aumentar ainda mais. Corinthians na fila não é fácil.

  4. Fernando Coleti Says:

    Fala King.

    Bom, primeiro queria deixar minha opinião que, ao contrário do que muita gente diz, o ano de 2010 foi BOM para o Corinthians. Caiu no Paulista e Libertadores, mas disputou o título Brasileiro até a última rodada e garantiu o G-4. Claro, não dá pra ser todo ano assim, o clube precisa de título, mas o ano passado foi bom sim.

    Quanto ao Ronaldo, na minha visão, o jogador de 2009 era um e o de 2010/11 é outro. Fisicamente.

    O time piorou? Concordo. Mas o Ronaldo piorou muito mais.

    Impossível, hoje, o Corinthians querer ganhar qualquer coisa com um centroavante nessas condições.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: