Sonho meu, sonho meu…

Fiquei espantado ao ver o árbitro apontar para a marca penal após Ricardo Oliveira desabar no chão na partida entre Cruzeiro e São Paulo. Primeiro que foi fora da área. Segundo que não foi falta nem aqui e nem na China.

Rogério Ceni, que não tem nada com isso, marcou seu 92º gol em seu 936º jogo pelo São Paulo e deu números finais ao placar (2 a 0). Apenas um adendo para citar que faltam 64 jogos e 8 gols para o goleiro atingir a marca histórica de 100 gols e 1000 jogos…

Mas me espantou mais ainda o pênalti marcado para o Corinthians, no Pacaembu, contra o Avaí, que resultou no quarto gol do Timão. A falta marcada em Dentinho foi mais absurda do que em Ricardo Oliveira.

O jovem corintiano, que voltava de contusão, tentou chutar para o gol, furou e se enrolou com a bola. E para finalizar o ridículo lance, o árbitro marcou pênalti! Uma vergonha!

Ronaldo, que também não tinha nada com isso, marcou seu segundo gol na partida e fechou a goleada por 4 a 0.

O Corinthians, mais do que nunca, sonha com o título. O São Paulo, mais do que nunca, sonha com a vaga na Libertadores. E nós, mais do que nunca, sonhamos com arbitragens melhores!

15 Respostas to “Sonho meu, sonho meu…”

  1. Pombo Says:

    Boa Gustavão.
    Também sonho com arbitragens melhores, especialmente depois de ver jogos dos campeonatos europeus e da Copa dos Campeões.
    Abraço

  2. Jornal do Sotaque Says:

    Parabéns pela volta do Blog. Quase não percebemos o seu time ao comentar as duas penalidades máximas. Sinceramente, você acha que o pênalti no Dentinho, uma trombada comum em uma partida de futebol, foi mais convincente que o forjamento descarado do Ricardo Oliveira, que não foi não foi falta e ainda por cima fora da área? Agora, as arbitragens não estão piores que dos outros anos. O nível de arbitragem é péssimo no mundo. Infelizmente, uma pessoa só para decidir os destinos da partida e muitas vezes do Campeonato não é mais humanamente possível.

  3. odilon mario cardoso Says:

    BOA TARDE MESTRE GUSTAVO, SE HOUVE FALTA FOI FORA DA AREA, AQUELE PENALTI ESTÁ CHEIRANDO OVO FRITO OU ARROZ QUEIMADO

    PREPARE-SE DOMINGO CONTRA O CORINTHIANS PODERÁ VIR CHUMBO GROSSO, QUEM SABE O DENTINHO MERGULHE NA AREA E DAÍ !!!! PENALTI !!! O ROGERIO CENI DEFENDE E O ARBITRO, DIGO APITADORZINHO REPITIRÁ A COBRANÇA, CORRETO?

    FORTE ABRAÇO

    ODILON

  4. odilon mario cardoso Says:

    MEU AMIGO OBAR BRAHMA ESTÁ IMPOSSÍVEL, VEJA VC QUE TERÇA FEIRA PASSADA EM PLENO DIA DE FINADOS ACONTECEU MAIS UM SHOW DOS 9 (NOVE) ANOS DE DEMONIOS NA CASA, TENHA CERTEZA QUE FOI P/ 300 VIVOS

    OLHA DEIXE DE FICAR CADA DIA + RICO E CHEGUE ATÉ LÁ, TE RECEBEREI DE BRAÇOS ABERTOS

    FORTE ABRAÇO

    ODILON

  5. Pedro Luiz Boscato Says:

    É, Gustavo, arbitragens, realmente, sempre foram, são e sempre serão os eternos problemas do futebol. Não adianta, entra ano, sai ano, passam décadas e, pra variar, sempre a mesma coisa, não tem jeito, quando entram determinadas a fazerem um resultado, só dando uma zebra maior que o Edifício Itália aqui em São Paulo para não verem seus intentos realizados. É de hoje isso? Não, absolutamente, vem de há muito, não é de hoje. Vai parar? Será? Jeito tem. Aproveitando o que você falou, “Recurso Eletrônico já!”. Mas, é conveniente, aos bastidores? Infelizmente, não se trata de pessimismo e sim, por mais lamentável que possa parecer, da realidade.

  6. Pedro Luiz Boscato Says:

    Sim, caro Gustavo, realmente, não é só aqui no Brasil, acho, em se tratando de futebol tudo é possível, no mundo inteiro. Não vamos longe, basta relembrarmos certas Copas do Mundo, 1966 e 1978, por exemplo. Não ganharam na marra, Inglaterra e Argentina?

  7. Pedro Luiz Boscato Says:

    Doping, também, outro velho problema no futebol, Gustavo. Em conversas de boleiros, vou te falar, saem cada histórias que não são fáceis. É que, claro, boleiro, chamado para falar em algum programa, dar entrevistas, pega mal, pode se comprometer e ficar prejudicado por isso, principalmente, quem depende ainda do futebol para sobeviver, pode se queimar e bem. Tinha um técnico que, nos vestiários, antes do time entrar em campo, chegava num por um dos jogadores e ia passando bolinha. Qualquer jogador que reclamasse e querendo recusar a tomar, já ouvia: “Não quer tomar não toma, porém, vai ter pique para aguentar os noventa minutos,

  8. Pedro Luiz Boscato Says:

    continuando, cliquei sem querer e partiu: “Não quer tomar não toma, porém, vai ter pique para aguentar os noventa minutos? Se aguentar tudo bem, sem problema. Agora, se não tiver pique para aguentar o tempo todo, tcháu mesmo!”. – abraços – Pedro Luiz

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: