A alma da Celeste Olímpica

Se o capitão Lugano é o coração que bombeia a raça do time uruguaio, Diego Forlán é a alma da Celeste Olímpica.

Além do sempre apurado faro de gol, o camisa 10 dá o chamado ‘toque de classe’ aos sul-americanos, principalmente em sua nova função dentro das quatro linhas.

Um pouco mais recuado do que de costume, Forlán passou a municiar o ataque celeste com lançamentos, toques e cruzamentos precisos.

Posicionamento esse pensado pelo técnico Oscar Tabárez e que melhorou demais a atuação da parte ofensiva da equipe.

“Sí, se puede”, bradam os uruguaios.

Principalmente com a alma e o coração na ponta da chuteira!

Foto: Fifa

2 Respostas to “A alma da Celeste Olímpica”

  1. Renan Cacioli Says:

    Preciso fazer um mea-culpa sobre o Uruguai. Depois daquele 0x0 contra a França, me perguntei o que essa seleção tinha de bom. Não que agora ela tenha virado o time dos meus sonhos, mas, de fato, tem-se de tirar o chapéu pra alma do Forlán e de seus 10 companheiros. Só peço aos medalhões narradores que parem de vomitar clichês, como sobre a Coreia do Sul hoje. O Luis Roberto, da Globo, falou algo como: “E não é que esse coreanos têm habilidade?”. Ora, o time da Coreia do Sul jogou uma bela Copa e pressionou o Uruguai durante o segundo tempo. Tem habilidade, técnica e coração como muitas seleções de ponta (o Uruguai, por exemplo). Foi um jogaço!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: