A solução para a Novela das Bolinhas

A polêmica sobre o título brasileiro de 1987, na maioria das vezes, não é tratada com a seriedade e profundidade que merece. Justamente por isso, apesar dela ser o pano de fundo da discussão sobre a Taça das Bolinhas, deixarei sua análise para outro momento.

Falando apenas sobre a política decisão da CBF de entregar o famigerado troféu para o São Paulo e a revolta do Flamengo e de sua presidenta Patrícia Amorim com a atitude de Ricardo Teixeira, sugiro aqui uma solução pacífica entre rubro-negros e tricolores.

Após receber a tal Taça, Juvenal Juvêncio concederia uma coletiva ao lado de Patrícia Amorim anunciando dois amistosos entra São Paulo e Flamengo. Um no Maracanã e um no Morumbi.

O vencedor ficaria com a Taça das Bolinhas original e o derrotado levaria para casa uma réplica do troféu. Além disso, o lucro da bilheteria poderia ser revertido para os desabrigados das enchentes cariocas e instituições de caridade.

Sei que muitas dirão que esse é um cenário do “Mundo Maravilhoso de Gustavo Grohmann”.

Mas sonhar não custa nada…

10 Respostas to “A solução para a Novela das Bolinhas”

  1. ednilson valia Says:

    Seria ótimo isso. Mas parece que o Juca Kfouri deu a mesma sugestão no blog dele.

  2. Tufano Says:

    Boa, Gustavo…
    uma ótima idéia, mesmo eu considerando que tenha sido justa a decisão da CBF.

  3. Pedro Luiz Boscato Says:

    Excelente idéia, Gustavo, ajudaria, inclusive, as vitimas das enchentes no Rio de Janeiro. Na realidade, pela C.B.F., sem dúvida, o São Paulo é quem tem o direito de ficar com a mesma. Porém, não se deve esquecer, o São Paulo também participou do mesmo certame de 1987 realizado pelo Clube dos Treze e, também, com certeza, estivesse na pele do Flamengo, brigaria também pela Taça. Mas, ainda acho, o Clube dos Treze, deveria confeccionar, também, uma Taça das Bolinhas, e entregá-la ao Flamengo, afinal, todos os participantes do Clube dos Treze, consideraram, aquele que eles disputaram, o Campeonato Brasileiro.
    Agora, não será surpresa, também, o Ricardo Teixeira, numa jogada política, confecionar uma outra Taça das Bolinhas e entregá-lo ao Flamengo, sob argumento que os participantes do Clube dos Treze, também, fazem parte da C.B.F. Em futebol, realmente, pode-se esperar tudo.

    • gustavogrohmann Says:

      Por isso acho que SP e Flamengo deveriam se unir e fazer os amistosos. Além de ajudar as vítimas das enchentes, evitam mais um ato político de Ricardo Teixeira…

  4. Fernando Coleti Says:

    Esse assunto já ultrapassou sua importância.

    A taça em si não tem significado nenhum !

    A CBF (e muita gente) não considera o Flamengo campeão de 1987 e pronto.

    O Flamengo (e muita gente) se considera campeão de 1987 e pronto.

    Essa idéia sua (da qual compartilha o Juca), não ia mudar nada da história, mudaria simplesmente o local onde ela seria esquecida.

    • gustavogrohmann Says:

      Ok. Mudaria o local do “esquecimento”. Porém aproximaria dois gigantes do futebol brasileiro, ajudaria pessoas que precisam, proporcionaria dois bons jogos aos amantes do futebol e faria a CBF cair do cavalo…

  5. ODILON MARIO CARDOSO Says:

    MARAVILHOSA ÍDÉIA GUSTAVO, APENAS ESTÁ FALTANDO UM PEQUENO DETALHE: APÓS A CONQUISTA DA TAÇA POR UM DOS CLUBES A MESMA DEVERIA SER ENTREGUE EM SEÇÃO SOLENE AO RICARDO TEIXEIRA SOB O SOM DA MARCHA FUNEBRE!!!

    ABRAÇO

    ODILON

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: